botao voltar

Topoi. Revista de História
Volume 18, Número 35 | Maio - Agosto 2017



“Hail Arminius! O Pai dos Alemães!”: a construção mítica da Unificação Alemã entre 1808 e 1875.


Daniele Gallindo Gonçalves Silva
Mauricio da Cunha Albuquerque

 

“Hail Arminius! O Pai dos Alemães!”: a construção mítica da Unificação Alemã entre 1808 e 1875.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

Fonte/ Fuente/ Source: https://de.wikipedia.org/wiki/Arminius#/media/File:Hermannsdenkmal_statue.jg 

 

Ao longo dos séculos, a Batalha de Teutoburgo tornou-se um dos eventos mais dramáticos da Antiguidade, inspirando diversos mitos fundadores e uma série de sentimentos de caráter nacionalista e patriótico. Hoje, contudo, sabemos que a vitória dos germanos sobre Roma pode ser compreendida pelo menos de duas formas: a primeira, do ponto de vista histórico; e a segunda, do ponto de vista mítico. Visando a compreender a relação entre o passado histórico e o passado imaginado —e a importância deste para a formação dos Estados nacionais modernos—, buscamos neste artigo analisar a recepção da Batalha de Teutoburgo durante o período de Unificação Alemã, no intuito de compreender os processos de mitificação tanto da vitória germânica sobre o Império Romano, quanto da imagem de Arminius como herói nacional.


Palavras-chave: Arminius; batalha de Teutoburgo; recepção da Antiguidade; nacionalismo; Alemanha.


Como citar:
SILVA, Daniele Gallindo Gonçalves; ALBUQUERQUE, Mauricio da Cunha. “Hail Arminius! O Pai dos Alemães!”: a construção mítica da Unificação Alemã entre 1808 e 1875. Topoi. Revista de História, Rio de Janeiro, v. 18, n. 35, p. 330-355, mai./ago. 2017. Disponível em: <www.revistatopoi.org>.

 

 

 

 

 

“¡Hail Arminius! ¡Padre de los Alemanes!”: la construcción mítica de la Unificación Alemana entre 1808 y 1875.


A lo largo de los siglos, la Batalla de Teutoburgo se volvió en uno de los eventos más dramáticos de la Antigüedad, inspirando diversos mitos fundadores y una serie de sentimientos de carácter nacionalista y patriótico. Hoy día, sin embargo, sabemos que la victoria de los germanos sobre Roma puede ser comprendida por lo menos de dos formas: la primera, desde el punto de vista histórico; e la segunda, desde el punto de vista mítico. Para comprender la relación entre el pasado histórico y el pasado imaginado —y la importancia del último para la formación de los Estados nacionales modernos—, este artículo analiza la recepción de la batalla de Teutoburgo durante el periodo de Unificación Alemana, con la intención de entender los procesos de mitificación de la victoria germánica sobre el Imperio Romano y del imagen de Arminius como héroe nacional.


Palabras clave: Arminius; batalla de Teutoburgo; recepción de la Antigüedad; nacionalismo; Alemania.


Cómo citar:
SILVA, Daniele Gallindo Gonçalves; ALBUQUERQUE, Mauricio da Cunha. “Hail Arminius! O Pai dos Alemães!”: a construção mítica da Unificação Alemã entre 1808 e 1875. Topoi. Revista de História, Rio de Janeiro, v. 18, n. 35, p. 330-355, may./ago. 2017. Disponible en: <www.revistatopoi.org>.

 

 

 

 

 

“Hail Arminius! Father of the Germans!”: The Mythical Construction of the German Unification between 1808 and 1875.


Over the centuries, the Battle of the Teutoburg Forest became one of the most dramatic events of Antiquity, inspiring many founding myths, and a series of nationalistic and patriotic emotions. Today, however, we know the German victory over Rome can be understood in at least two ways: first, from a historical point of view; and second, from a mythical one. By examining the relationship between historical and imagined past —and the latter’s importance for the formation of modern nation states—,this paper seeks to analyze the reception of the Battle of the Teutoburg Forest during the German Unification period, in order to understand the mythification processes of the German victory over the Roman Empire, and Arminius’ image as a national hero.


Keywords: Arminius; Battle of the Teutoburg Forest; Reception of Antiquity; Nationalism; Germany.


Cite this item:
SILVA, Daniele Gallindo Gonçalves; ALBUQUERQUE, Mauricio da Cunha. “Hail Arminius! O Pai dos Alemães!”: a construção mítica da Unificação Alemã entre 1808 e 1875. Topoi. Revista de História, Rio de Janeiro, v. 18, n. 35, p. 330-355, May/Aug. 2017. Available at: <www.revistatopoi.org>.

 




Compartilhe esse artigo / Comparte este artículo / Share this article:




botao voltar